Poemagem



























Tudo como aconteceu
- Poesia !


Pelo mal que me fez feliz
e por saber de seus pensamentos
preenchem páginas, muros e manifestos
os seres vivos e fantasias que lhe deram um nome
o costume de ser apenas a você, os merecimentos
por nunca terem sido verdadeiros
longe do que não pode ser por estarmos sempre juntos
longe do talento de criar alguém, por nunca ter existido.
o que se vê em um novo horizonte,
está ausente de velhos sentimentos
perto do que de mehor fizemos, perto de tocar você
e se conseguisse, diria que não foi amor...
somos apenas poesia
é isso...
até você ficar em páginas, muros e manifestos.


Cibele Camargo
Postar um comentário

Diz Mal do Amor que o Feriu Inesperadamente

Era o dia em que o sol escurecia Os raios por piedade ao seu Fator, Quando eu me vi submisso ao vivo ardor De teu...