Um Grito de Liberdade













Sete de Setembro um grito de liberdade
Ecoa na voz de Dom Pedro I.
Um brado de independência nas margens do Ipiranga.
“Sejas Tu antes que outro o faça”.
Pois o tempo já espera apenas o momento – seu pai o alerta.


Não se mantém um gigante adormecido
Ou preso por muito tempo
Pois, num vacilo ou a qualquer momento
Ele se livra e arrasa seus dominadores
Destronando seus senhores.


A independência não se conquista
Apenas com o sonho de liberdade
Libertando da dominação de outros povos.
É comum a independência apenas trocar de prisão
Encarcerando numa outra por usurpadores
Filhos da mesma nação
Que na busca do Poder, alicia os pensamentos
Matando pouco a pouco os ideais
E os mais nobres sentimentos.


Sete de Setembro data de comemorar
Mas data de parar, pensar e reavivar
O verdadeiro sentido de liberdade
Que se deseja a esta pátria chamada Brasil
De um povo retumbante e varonil.


Ataíde Lemos
Postar um comentário

Diz Mal do Amor que o Feriu Inesperadamente

Era o dia em que o sol escurecia Os raios por piedade ao seu Fator, Quando eu me vi submisso ao vivo ardor De teu...