Versos sem Rumo...


























A saudade de mim se despede,
Uma a uma salga-me a face
Gotas que findam entre meus lábios
Umedecendo meus suspiros


Rubra saudade
Do peito rasgado
Da alma desfolhada
Da tristeza versejada


Sufocante sentir
Que palavras não traduzem
E que todas as lágrimas do mundo
Não conseguem aliviar a angústia


Torturada a alma
Que só pensa em ti
Acalentando o sonho
De voar com tuas asas


Juli Lima

Publicado no Recanto das Letras em 31/08/2007
Código do texto: T632877
Postar um comentário

Declaração de bens de família

Cadeiras e sofás, consolo e jarra, camas e bules, redes e bacias, a caixa de charão, o guard...