BICHO INDOMÁVEL


eu
bicho indomável
entre venenos e sangue

lanço-me nu e verdadeiro
na pele do papel

sujo-me de tinta
miro a palavra sem endereço


Carlos Orfeu
Postar um comentário

Coqueiral

A saudade é um batimento que rebenta assim vinte e oito vezes desde meu ombro tatuado de desastre até à rosa pendur...